> > Indústria Inteligente: menos custos, mais produtividade


Indústria Inteligente: menos custos, mais produtividade

Fotos: Giovane Weber

A “quarta revolução industrial” conecta máquinas, sistemas e pessoas nos processos de produção industrial

Conforme o diretor técnico, Júnior Sulzbach, a empresa trabalha com o conceito de "Indústria 4.0", no qual visa a autonomia de operação por meio de sistemas inteligentes e robóticos, comunicação integrada e cooperada com os seres humanos e em tempo real.

Tais diferenciais geram autonomia de operação, otimização de mão de obra e informações relevantes para a tomada de decisão. "Só se gerencia aquilo que se mede. Dessa forma, conseguimos mostrar para os clientes os resultados por meio de indicadores de performance", explica.

Sulzbach cita o exemplo da primeira fábrica de rações da Dália Alimentos, em Encantado. Há sete anos, a implementação do software, adequação dos acionamentos, troca de todos os CCMs e a melhor organização no processo fabril geraram aumento de 50% em produtividade nos primeiros meses. "Foram resultados perceptíveis de uma semana para outra", lembra.

Por meio da implantação do software MES3 desenvolvido pela empresa, a área de suporte presta assessoria completa. Também consegue auxiliar de forma remota e solucionar questões em tempo real.



De acordo com o gerente de Desenvolvimento de Sistemas,Marcos Vinícius Ribeiro,o mundo vive a era da indústria integrada, onde a tecnologia da informação pensará todo o processo de produção. "Acompanhamos em tempo real no painel do computador todo trabalho nas linhas de produção das empresas atendidas. Qualquer problema é detectado na hora e já podemos buscar a solução", explica.

Com esse controle minucioso, é possível reduzir os custos com mão de obra, consumo de energia elétrica, água e resíduos. Exemplifica com o novo modelo de produção implantado na Dália Alimentos, na segunda fábrica que produz ração para bovinos A produção saltou de 20 toneladas por hora para 24 toneladas, somente com a troca do "software". Ou seja - 20% de produtividade a mais no processo.

Essa mudança também propiciou que somente um operador pudesse ficar na sala de controle. O quadro de funcionários reduziu sensivelmente e as pessoas que "sobraram" nesse novo quadro foram deslocadas para outras áreas da empresa.

A tecnologia permite acompanhar todo processo desde o laboratório onde são criadas as fórmulas para elaborar a ração, a chegada da matéria-prima, a mistura e produção, dosagem de micro ingredientes. "Colocamos todo processo nas mãos do cliente. Ele pode visualizar na tela do celular, tablet ou computador", destaca.